Resenha: Sombria e Solitária Maldição: 1 - Brigid Kemmerer

 


Editora:
 Plataforma 21
Páginas: 504
Ano: 2020
Gênero: Aventura / Fantasia / Ficção / Jovem adulto / Literatura Estrangeira / Romance
Onde Comprar: Amazon

*Parceria


Sinopse: O reino de Emberfall está sob ameaça. Amaldiçoado por uma poderosa feiticeira, o príncipe Rhen foi condenado a repetir seu aniversário de dezoito anos por sucessivos outonos. E, com a chegada desta estação, ele se transforma num monstro que destrói tudo e todos que cruzam seu caminho. A maldição só será quebrada se uma garota se apaixonar por ele. A vida de Harper nunca foi fácil. A garota nasceu com uma restrição de movimento causada por uma paralisia cerebral. O pai da jovem abandonou a família há muito tempo, e sua mãe está morrendo. Além disso, seu irmão assumiu as dívidas do pai e está envolvido com gente barra-pesada. Porém, um dia, ela tenta salvar uma desconhecida nas ruas de Washington DC e é atraída para um reino encantado. Harper não sabe onde está ou em que acreditar. Um príncipe? Uma maldição? Um monstro? Mas, quanto mais ela convive com Rhen nessa terra amaldiçoada, mais ela compreende o que está em jogo. Ao mesmo tempo, o príncipe percebe que Harper não é só mais uma garota – ela é sua única esperança. Entretanto, forças poderosas se erguem contra Emberfall e será necessário mais do que uma maldição quebrada para salvar Harper, Rhen e seu povo da ruína total.


Pensem em alguém que se encantou por uma história? Eu amo o clássico A Bela e a Fera. Sendo assim, a premissa me agradou desde que vi o lançamento e me vi completamente imersa na leitura, que nos apresenta Harper, uma personagem que no começo não fui muito com a cara dela, pois apesar da inclusão (termos uma personagem com problemas decorrentes de uma doença da infância, paralisia cerebral), achei ela bem irritante algumas vezes; mas no decorrer da leitura, fui compreendendo os motivos de ela ser tão obstinada em ser autosuficiente, não querer demonstrar nenhum tipo de fraqueza; e no fim, temos uma personagem forte, altruísta e com defeitos como qualquer pessoa do mundo real. Uma personagem palpável assim podemos dizer!

Falando um pouco do enredo, Harper leva uma vida difícil em DC com seu irmão e uma mãe doente. Tendo herdado dividas do pai.. em dado momento ela é sequestrada e vai parar em um mundo encantado chamado Emberfall, lá ela se encontra com o príncipe herdeiro Rhen e seu escudeiro Grey. O sequestro ocorreu, pois existe uma maldição sobre Emberfall, onde o povo está perecendo, os dias são intermináveis e incansáveis e o que restou do reino está a beira do caos.. para isso, precisam que a maldição seja quebrada. E é aí que entra Harper, pois somente o amor verdadeiro seria capaz de quebrar tal maldição.
Será possível ocorrer o amor verdadeiro entre um príncipe machucado por anos e anos sem fim de destruição, onde a fera aparece e inclusive matou toda sua família? E Harper, será capaz de amar e salvar a todos?

Eu fiquei apaixonada pela história improvável, já havia lido críticas bem ruins sobre o livro, mas como meu gosto é atípico e "não sou todo mundo", quis conferir por mim mesma, e foi a melhor coisa que eu fiz! Pois amei sim a história e já estou com o segundo livro em mãos prontinho para dar início a essa continuação que promete me encantar tanto quanto esse primeiro volume!


Li em uma sentada! Amei Grey e sua dedicação, fidelidade. Fiquei apaixonada por Rhen, gente! Como gosto de uma "fera" e ver ele tão machucado pelas coisas que ele fez, e pelo mal que causou, mesmo sem querer, doeu .. sim! Eu sou sensível!
Sou suspeita para avaliar qualquer coisa relacionado ao clássico original, mas com essa história tive um prazer imenso e encontrei mais uma releitura incrível e diferente, com elementos até incomuns, como Harper..
A capa está linda e a edição, apesar de simples me agradou bastante! Recomendo para amantes dos clássicos e releituras e para todos aqueles que querem um bom romance com magia!

Nenhum comentário